Brasil a um passo do 1º lugar geral nos Jogos Sul-Americanos Escolares

09/12/2017
Brasil a um passo do 1º lugar geral nos Jogos Sul-Americanos Escolares

COCHABAMBA - O Brasil está próximo do seu objetivo de ser campeão geral dos Jogos Sul-Americanos Escolares, que estão sendo realizados em Cochabamba, na Bolívia, até este sábado (09). As modalidades individuais já finalizaram a participação, na última sexta-feira (08), e conquistaram muitas medalhas para o país. Já as modalidades coletivas, disputam hoje as finais, com chances de levarem o ouro na bagagem.

Na natação, o Brasil foi campeão geral no masculino e no feminino. Ao todo, os nadadores brasileiros conquistaram 21 medalhas: onze ouros, sete pratas e três bronzes. Somente o nadador Gustavo Saldo, da escola Santa Teresinha do Menino Jesus (PR), foi responsável pela conquista de cinco ouros, ganhando troféu destaque da competição. A brasileira Nichelly Lysi, do Objetivo Albert Eistein (SP), também ganhou o troféu como destaque no feminino.

Gustavo destaca a sua felicidade em ser o destaque da natação a nível sul-americano. “Estou muito feliz. É gratificante ver que toda minha dedicação nos treinos tem dado resultado”, ressaltou Gustavo. O técnico Diego Peña, que acompanha o atleta e a equipe masculina na competição, também se diz muito satisfeito e falou emocionado do resultado. “Alcançamos o nosso objetivo de sermos campeões da América do Sul. O Gustavo é um atleta diferenciado. Sem dúvidas, tem um grande futuro pela frente na natação”, destacou o técnico.

O atletismo também seguiu sua tradição de ganhar muitas medalhas para o Brasil. Foram 23: oito ouros, oito pratas e sete bronzes, sendo 16 no masculino e 7 no feminino. Com esse resultado, a modalidade conquistou o primeiro lugar geral no masculino e vice-campeão geral no feminino

O tênis de mesa foi outra modalidade que levará ouros para o país. O quarteto Kenzo Carmo, do Educandário Santo Antônio (SP), Joon Shim, do Colégio Ateneu (PR), Ana Carolina Bonsere, do Colégio La Salle (PR), e Wanessa Su Wu, do Colégio Santa Mônica (RJ), conquistaram ao todo três ouros e três bronzes. Em uma disputa para a vaga na final, Kenzo e Joon tiveram que jogar entre si, com Kenzo levando a melhor e conquistando o ouro na final.

No xadrez, os brasileiros ficaram em terceiro lugar geral. Isabela Conti de Freitas, do Colégio Militar de Juiz de Fora (MG), ganhou o ouro, Alberto Bonvini, do Colégio Semeando (SP), ficou com a prata e Maria Eduarda Gomes, da Escola de Educação Básica Joaquim D'Agostini, de Chapecó (SC), levou o bronze.

O coordenador geral da Coordenação Geral de Esporte e Educação do Departamento de Desenvolvimento e Acompanhamento de Políticas e Programas Intersetoriais de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social da Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social do Ministério do Esporte, Ueslei José, acompanha a delegação em Cochabamba e fala da importância do legado esportivo. “Estou acompanhando o termo de fomento entre o Ministério do Esporte e a CBDE para a realização dos Jogos. O Ministério do Esporte, assim como a CBDE, quer manter o legado esportivo no nosso país e por isso apoia a participação do Brasil nos Jogos Sul-Americanos Escolares”, ressaltou Uesley.

Coletivas

O handebol feminino, do Colégio Ábaco (SP), o handebol masculino, da Escola Estadual 13 de Maio (MT), o futsal feminino, do Colégio Rogacionista (SC) e o vôlei feminino, da Escola Estadual de Educação Básica Rodrigues Alves (SC) são as modalidades que estão na briga pelo primeiro lugar do pódio neste sábado (09). Os times de handebol jogarão contra o Uruguai, o futsal feminino disputa com a Colômbia e o voleibol joga contra os times da casa, a Bolívia. O futebol de campo feminino, da Escola Estadual Raimunda dos Passos Santos (AP), também jogará contra os bolivianos pela prata. Já o futsal masculino, do Centro Educacional Recriarte (SC), luta pelo bronze com a Argentina. Os jogos prometem aquecer as quadras de Cochabamba.

O basquete masculino e feminino e o vôlei masculino não se classificaram.

Jogos deste sábado (09) pelo horário de Brasília:

Disputas pelo ouro

Vôlei feminino – Brasil x Bolívia – 11h30

Handebol feminino – Brasil x Uruguai – 12h

Handebol masculino – Brasil x Uruguai – 13h

Futsal feminino – Brasil x Colômbia – 17h

Disputa pela prata

Futebol de campo – Brasil x Bolívia – 10h30

Disputa pelo bronze

Futsal masculino – Brasil x Argentina – 11h


Departamento de Comunicação da CBDE
Coordenação: Jesus Filho
Cobertura Sul-Americano: Raquel Rampon Medeiros e Dimas Ferreira
Fotos: Dimas Ferreira
E-mail: imprensa@cbde.org.br
+ 55: 061 99136-0090 / + 55: 061 3967-7176
Endereço sede: SCN Quadra 01 - Ed. Central Park, Sala 108
Brasília/DF - CEP 70711-903



Outras notícias