Desporto Escolar do Brasil vive um 2019 repleto de expectativas

21/01/2019
Desporto Escolar do Brasil vive um 2019 repleto de expectativas

Brasília – Disseminar a prática contínua de esportes gerando o interesse dos jovens pela educação talvez seja um dos maiores desafios do novo milênio. Mas nada disso é possível sem que se invista maciçamente na área priorizando um ensino de qualidade que possa, entre outras coisas, incentivar com criatividade a prática esportiva no Brasil.

Um ano cheio de expectativas começou para os que fazem o Desporto Escolar no país que nas últimas duas edições da Gymnasiade – Turquia e Marrocos – esteve no topo do pódio entre as principais potências esportivas do mundo. Esse retrospecto recente comprova não só o crescimento do segmento, como também que os investimentos estão sendo bem empregados no setor.

Atletas, professores, escolas, dirigentes e os alunos possuem um papel fundamental nessa nova era em que o esporte estudantil vive, afinal de contas nada disso seria possível sem a união de esforços que fez com que a Lei que incentiva a base do esporte no Brasil fosse sancionada no fim do ano passado.

Especialistas acreditam que o ano de 2019 já pode ser apontado como o mais importante da história do desporto escolar, sobretudo em razão de agora a CBDE ter autonomia e tempo para poder melhor planejar o seu calendário esportivo de atividades anuais. Para o professor Marcos Maia, presidente da Federação Goiana do Desporto Escolar (FGDE), a garantia do recurso por meio da nova legislação democratizou o desenvolvimento do segmento no país.

- Direcionar os recursos oriundos das loterias para a entidade nacional deu não só autonomia para que ela planeje com segurança o seu calendário, como também ajudou as federações a terem tempo para se organizar. Esse crescimento vem em um efeito cascata, afinal de contas se a confederação estiver bem, suas federações filiadas também estarão fazendo com que quem ganhe com isso sejam os nossos atletas.

O mesmo pensamento tem Fernando Mabilde, presidente da Federação do Desporto Escolar do Rio Grande do Sul (FDERS), entidade que vai sediar no próximo mês de novembro o Brasileiro Escolar de Basquete 3x3. Para o professor gaúcho, o ano de 2019 será de aprendizado e muitas conquistas.

- Temos um ano desafiador pela frente, isso é fato. Mudanças estruturais estão chegando junto com a modernidade e agora é arregaçar as mangas, colocar o time em campo e fazer jus a essa expectativa positiva que a sociedade tem em relação ao trabalho que já vem sendo feito pela CBDE. Estou muito animado e esperançoso de que esse seja um ano de muitas conquistas.

Com um calendário escolar repleto de competições e diversas modalidades espalhadas em todas as regiões, 2019 chegou com a certeza de que o Brasil continuará sendo celeiro de grandes ícones para o esporte mundial, afinal de contas a base escolar de hoje é o futuro olímpico de amanhã.

Jesus Filho
Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Foto: Rafael Brais/ME
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília - Distrito Federal

Outras notícias